9 de janeiro de 2006

Daisy

Flores de todas as cores rodeiam o nosso universo, alegram o horizonte da nossa memória, avivam flashes do futuro.
Na simplicidade do branco se vê a discreta condição humana.
Flores são monumentos vivos ao nosso imaginário quase desertificado.
Flores... fleurs... flowers...

Sem comentários: