5 de novembro de 2006

Expresso 25

Oiço o "Imaginário Sonoro do Brasil" e, de repente, deu-me mais uma das minhas vontades de escrever... e de escrever sobre eles... os responsáveis pela audição frequente deste CD espectacular.
Foi em Fevereiro que este Grupo Brasileiro, de Porto Alegre, sul do Brasil, passou por terras Lusas, depois uma tournée por terras alemãs, onde alguns elementos ainda têm familiares. Fizeram 4 espectáculos em Portugal e tive a sorte de poder assistir a um dos seus shows. Foi mesmo um show!!! Algo que jamais esquecerei porque foi uma autêntica surpresa. O que cantam e como cantam nada tem a ver com o que conhecemos das músicas brasileiras e dos músicos brasileiros que nos chegam através das radios e das televisões. Trinta e tal pessoas, entre os 18 e os 70 e tal anos, alguns instrumentos, mas, e sobretudo, foi o poder da Voz Humana que me seduziu e encantou. Continuo enfeitiçada com aqueles sons fruto de cordas vocais de excepção. Excelência de sons e harmonias. A partilha do prazer de cantar com e para o público, ainda que em número bastante reduzido (no show que assisti). A Voz, o Movimento, a Cor... Tudo! Uma comunhão entre os membros : cantores, músicos, maestro. A postura em palco, pouco formal. O guarda-roupa, super interessante. A docilidade dos gestos, do sorriso, da voz.
Que cantaram? Cantaram Tom Jobim, Dolores Duran, Chico César, Guinga, Paulo César Pinheiro, eduardo Gudin, Djavan, Aldir Blanc, Hermeio Pascoal, J.C. Costa Netto, Tunai, Sérgio Natureza, Lenine e Lula Queiroga, com arranjos do maestro Pablo Trindade. Cantaram e encantaram.
Fomos poucos a ouvi-los, a partilhar, a cantar com eles, mas fomos mensageiros da sua mensagem serena, tranquila, doce de um mundo que se quer sem fronteiras culturais, raciais... e, ainda por cima, partilhando uma língua comum, com nuances de originalidade que faz daquele cantar uma serena união de um povo com raízes tão díspares como as alemãs, italianas, portuguesas, negras, índias... era esta a mistura que adivinhávamos nos traços faciais. Desde o louro norte da Europa, louro natural, louro artificial, ruivo, preto-azevinho, castanho, marron, châtain, acobreado, etc; olhos azuis, castanhos, pretos, mel, esverdeados, acinzentados, etc; pele muito branca, branca, menos branca, tudo... o resultado perfeito de mestissagens que tornam os seres humanos mais bonitos. Eu acho.
Bem hajam Expresso 25! Esperamos por vós de novo nesta Europa que é vossa.
http://www.expresso25.com.br/

Sem comentários: