4 de setembro de 2007

Amélia Carvalheira


MARIA AMÉLIA CARVALHEIRA nasceu a 5 de Setembro de 1904, na freguesia de Gondarém, concelho de Vila Nova de Cerveira, distrito de Viana do Castelo.
Até 1948 usou, como assinatura nos seus trabalhos, o nome de “Quinha” e a partir de 1949 passou a assinar “Carvalheira”.
Escultora de arte sacra por ideal, Maria Amélia Carvalheira consagrar-se-ia entre os grandes nomes dessa arte ao ganhar, em 1949, o Prémio de Artes Plásticas “Mestre Manuel Pereira” para a escultura, com a obra intitulada “S. João de Deus”.
Em Fátima, o seu trabalho e o seu talento atinge maior notoriedade e visibilidade, sobretudo nas seis estatuas da colunata (Santa Teresa, S. João da Cruz, S. Simão Stock, S. Afonso Maria de Legória, S. Inácio de Loiola e S. Francisco de Sales), no S. Domingos de Gusmão no interior da Basílica, na Via Sacra dos Valinhos, no Anjo da Loca, na Nossa Senhora dos Valinhos e em muitas outras obras espalhadas por inúmeras casas religiosas pela Cova da Iria.
Morre em Lisboa a 31 de Dezembro de 1998.

Sem comentários: