30 de janeiro de 2009

Um mês depois...



Os dias, as horas, os minutos... passam correndo... não os vemos, não os sentimos, não os desejamos, contudo eles passam por nós e fica apenas a sensação de nada feito ou feito por metade. Vivemos a engrenagem das máquinas ao ritmo cibernético, no mundo da web, rede global que globaliza também os nossos desejos, vontades, vidas e destinos.