1 de dezembro de 2009

Tratado de Lisboa


Uma vez mais a história colocou Lisboa na História.
De Belém partiam as naus para desbravar mares e terras outrora desconhecidas.
De Belém partiram homens e mulheres, responsáveis (esperemos) políticos por esta grande nação europeia, abriram novos mundos, novos rumos... um mundo melhor, tenhamos essa esperança que, por vezes, se torna vã, assim como a glória e a cobiça retratada nos Lusíadas e caracterizavam há 500 anos um dos aspectos dos Descobrimentos.
Descobrimos a Europa. Espero que a glória de mandar e a vã cobiça não tenha adeptos ferverosos ( infelizmente sou pouco crente nas minhas próprias palavras).
De Belém partiu um novo rumo para a Europa.
De Belém, mas desta vez de costas para o mar e de olhos para o velho mundo, pretende-se criar uma Europa forte e coesa. Será?
Um velho ditado diz que "de Espanha nem bons ventos, nem bons casamentos", esperemos que esse ditado só se aplicasse no passado e que hoje da Europa haja bons ventos e bons casamentos.
HOPE

Sem comentários: